Mini Tachão Mono/Bidirecional

Mini Tachão Mono/Bidirecional
  • Fabricado com Resina de Poliéster com Calcita (Pó de Mármore) pura, sem adição de cargas e diluentes fazendo com que o mini tachão seja extremamente resistente.
  • Alta resistência mecânica.
  • Utilizado em condomínios, estacionamentos, rodovias, como redutor de velocidade em estacionamentos e para sinalização de via em Rodovia municipal, estadual e federal.
  • Possui dois pinos externos para fixação.
  • Disponível nas cores amarelo e branco.

 

Aplicações

  • Nas rodovias, o mini tachão de sinalização viária tem como objetivo delimitar a pista e também evitar a ultrapassagem, além de poder ser utilizado para redução de velocidade em alguns casos específicos. Para que o mini tachão de sinalização viária possua qualidade, ele deve ser constituído por materiais resistentes, que suportem uma grande quantidade de carga, já que os veículos irão passar por cima do mesmo. O mini tachão de sinalização viária pode ser encontrado nas cores amarelo e branco e também pode possuir refletivos. Os refletivos são ótimos para aumentar a visibilidade e podem ser das cores amarelo, vermelho e branco. O mini tachão de sinalização viária pode ser classificado conforme a quantidade de refletivos presentes nos mesmos, por exemplo: Monodirecional: Esse mini tachão possui apenas um refletivo, utilizado em vias de mão única, onde existe a necessidade de visibilidade de apenas um lado. Bidirecional: O mini tachão bidirecional é muito utilizado em vias de mão dupla, que necessitam da visualização desse objeto em ambos os lados. Cego: O mini tachão cego é usado em locais que não necessitam de muita visibilidade.

    Independente do mini tachão para sinalização que for utilizado, é importante que ele seja constituído de ótimas matérias-primas, além de ser necessário que atenda a todas as normas técnicas necessárias.

    Inclusive, o mini tachão não pode ser utilizado para realizar a redução de velocidade em vias públicas, pois isso pode causar acidentes e também porque foi proibido pelos órgãos que regulamentam as normas do setor.